Literatura sugerida

Viktor Frankl (em português)

  • Frankl, V. & Lapide, P. (2013). A busca de Deus e questionamentos sobre o sentido. Petrópolis: Editora Vozes.
  • Frankl, V.E. (1973). Psicoterapia e sentido da vida. São Paulo: Quadrante.
  • Frankl, V.E. (1978). Fundamentos antropológicos da psicoterapia. Rio de Janeiro: Zahar Editores.
  • Frankl, V.E. (1989). Sede de Sentido: Neurotização da humanidade ou reumanização da psicoterapia? São Paulo: Quadrante, Soc. Publicações Culturais.
  • Frankl, V.E. (1990). A questão do sentido em psicoterapia. São Paulo: Papirus.
  • Frankl, V.E. (1990). Psicoterapia para todos. Petrópolis, RJ: Vozes.
  • Frankl, V.E. (1991). A psicoterapia na prática. São Paulo: Papirus.
  • Frankl, V.E. (2005). Um sentido para a vida: psicoterapia e humanismo (11a ed.). São Paulo: Santuário.
  • Frankl, V.E. (2010). A presença ignorada de Deus (12a ed.). Petrópolis, RJ: Vozes.
  • Frankl, V.E. (2010).O que não está escrito nos meus livros: memórias. São Paulo: É Realizações.
  • Frankl, V.E. (2011). A vontade de sentido: fundamentos e aplicações da Logoterapia. São Paulo: Paulus.
  • Frankl, V.E. (2011). Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração (31a ed.). São Leopoldo: Sinodal.
  • Frankl, V.E. (2012). Logoterapia e análise existencial: textos de seis décadas. Rio de Janeiro: Forense Universitária.
  • Frankl, V.E. et al. (1990). Dar sentido à vida. Petrópolis, RJ: Vozes.

Autores brasileiros

  • Aquino, T.A.A. (2011). Logoterapia: investigações teóricas e empíricas. João Pessoa: Editora Universitária UFPB.
  • Aquino, T.A.A. (2011). Logoterapia: poemas e reflexões. João Pessoa: Editora Universitária.
  • Aquino, T.A.A. (2013). Logoterapia e Análise Existencial: uma introdução ao pensamento de Viktor Frankl. São Paulo: Paulus.
  • Aquino, T.A.A. (2014). A presença não ignorada de Deus na obra de Viktor Frankl: Articulações entre Logoterapia e religião. São Paulo: Paulus.
  • Damásio, B.F.; Silva, J.P. & Aquino, T.A.A. (2010). Logoterapia & educação: fundamentos e práticas. São Paulo: Paulus.
  • Freitas, C. (2002). Violência e modernidade: Que sentido pode ter a vida? São Paulo: Paulinas.
  • Freitas, M.L.S. (2013). Afrontamento e superação de crises: Contribuição da Logoterapia. Ribeirão Preto, SP: IECVF.
  • Kroeff, P. (2012). Possibilidades e desafios da pessoa com deficiência: contribuições da Logoterapia e da teoria sistêmica. Ribeirão Preto, SP: IECVF.
  • Kroeff, P. (2014). Logoterapia e Existência: A importância do sentido da vida. Porto Alegre: Evangraf.
  • Libardi, T. A. (2014). Maturidade e logoterapia. Caxias do Sul (RS): Ed. São Miguel.
  • Miguez, H. M. (2014). Educação em busca de sentido: Pedagogia inspirada em Viktor Frankl. São Paulo: Paulus.
  • Pereira, I.S. (2013). A Ética do sentido da vida: fundamentos filosóficos da Logoterapia. São Paulo: Ideias e Letras.
  • Xausa, I.A.M. (2003). O sentido dos sonhos na psicoterapia em Viktor Frankl. São Paulo: Casa do Psicólogo.
  • Xausa, I.A.M. (2011). A Psicologia do sentido da vida. 2.ed. Campinas, SP: Vide Editorial.
  • Xausa, I.A.M. (2012). Viktor E. Frankl entre nós: a história da Logoterapia no Brasil e integração pioneira da Logoterapia na América Latina. Porto Alegre: EdiPUCRS.

Autores internacionais (em português)

  • Bretones, F. (1998). A Logoterapia é óbvia. São Paulo: Paulinas.
  • Fabry, J.B. (1984). A busca do significado. São Paulo: ECE.
  • Fabry, J.B. (1990). Aplicações práticas da Logoterapia. São Paulo: ECE.
  • Fizzotti, E. (1996). Conquista da liberdade: Proposta da Logoterapia de Viktor Frankl. São Paulo: Paulinas.
  • García-Pintos, C. (1996). A Logoterapia em contos: o livro como recurso terapêutico. São Paulo: Paulus.
  • Lazarte, O., & Uderzo, L.P. (1994). Sempre se pode eleger: Logoterapia e sessões clínicas de Logoterapia. São Bernardo do Campo: Serviços Médicos do ABC.
  • Leslie, R. (2013). Jesus e a Logoterapia: O ministério de Jesus interpretado à luz da psicoterapia de Viktor Frankl. São Paulo: Paulus.
  • Lukas, E. (1989). Logoterapia: a força desafiadora do espírito. Métodos de Logoterapia. Santos, SP: Leopoldianum, Loyola.
  • Lukas, E. (1990). Mentalização e saúde. Petrópolis, RJ: Vozes.
  • Lukas, E. (1990). Prevenção psicológica. Petrópolis, RJ: Vozes.
  • Lukas, E. (1992). Assistência logoterapêutica. Petrópolis, RJ: Vozes.
  • Lukas, E. (2005). Histórias que curam... porque dão sentido à vida. Campinas, SP: Verus.
  • Lukas, E. (2006). Psicologia espiritual (2a ed.). São Paulo: Paulus.
  • Lukas, E. (2012). Psicoterapia em dignidade: orientação de vida baseada na busca de sentido de acordo com Viktor E. Frankl. Ribeirão Preto, SP: IECVF.
  • Lukas, E., & Eberle, M.M. (1993). Tudo tem seu sentido. Petrópolis, RJ: Vozes.
  • Oliveros, O. L. & Kroeff, P. (Org.) (2014). Finitude e sentido da vida: A logoterapia no embate com a tríade trágica. Vol. 1. Porto Alegre: Evangraf.
  • Peter, R. (1999). Viktor Frankl: a antropologia como terapia. São Paulo: Paulus.